Biblioteca

Filtrar os artigos

Pesquisar na Biblioteca

Selecione uma ou mais opções

Nível de ensino

Selecione uma ou mais opções

Natureza do trabalho

Selecione apenas uma opção

Categoria de Ensino

Selecione uma ou mais opções

Ciências Ambientais

Ciências da Saúde

Ciências Exatas e da Terra

Ciências Humanas

Educação

Letras, Artes e Cultura

Políticas Públicas


Relatório de um estágio supervisionado em Sociologia
Antropologia, Sociologia, Formação de Professores, Instituição Escola e Vivências de Sala de Aula

A pesquisa realizada para conclusão da disciplina Estágio Supervisionado em uma escola de tempo integral localizada no interior cearense mostra que é possível alcançar uma educação de qualidade numa escola pública, em que os atores (professores, alunos, servidores, gestores) sejam respeitados e considerados corresponsáveis pelas ações educativas.

Febre terçã
Saúde, Antropologia, Psicologia, Cidadania e Comportamento, Língua Portuguesa e Literatura e Espaços Urbanos

Dentro de um ônibus velho, lotado e tórrido, num dia de muito calor e numa viagem longa atravessando várias ruas da Zona Sul do Rio de Janeiro, várias coisas podem acontecer, além da conversa das amigas. E muitas vezes essas coisas acontecem mesmo.

Dislexia: apontamentos e reflexões
Educação Especial e Inclusiva

Com o aumento do número de crianças com necessidades educacionais especiais, incluindo disléxicas, é necessária a atenção primordial de gestores e professores em relação a elas, de modo a conduzir o processo educativo de maneira a contribuir para que elas construam seu conhecimento da melhor maneira possível.

Rotação por Estações no ensino de Biologia: uma experiência com metodologias ativas em turmas da EJA e do Ensino Médio
Biologia e Biociências, Computação e Tecnologias, Educação a Distância e Vivências de Sala de Aula

Consenso entre os estudiosos, a evasão escolar é um dos grandes desafios da educação, especialmente nos segmentos que ocorrem no terceiro turno. Este trabalho relata uma experiência com a aplicação da metodologia ativa Rotação por Estações no ensino de Biologia em turmas do Ensino Médio regular e da Educação de Jovens e Adultos do terceiro turno em escolas públicas do Rio de Janeiro. Os dados coletados indicaram melhoras no desempenho dos alunos, no engajamento para realização das tarefas, na frequência às aulas e redução na evasão.

Entre práticas e teorias: Subprojeto Letras/Português sob o olhar dos residentes do Programa de Residência Pedagógica da UFPI
Formação de Professores, Língua Portuguesa e Literatura e Política Educacional

Este estudo tem como objetivo retratar como foi concebido, concretizado e desenvolvido o Subprojeto Letras/Português, do Programa de Residência Pedagógica da UFPI. Foi realizada análise documental dos relatórios de residentes de escolas-campo, de modo a conhecer suas avaliações e pontos de vista. Como pressupostos teóricos, utilizamos autores que postulam a importância da articulação entre práticas e teorias para a formação inicial de professores. Verificamos que a experiência foi bem-sucedida na aproximação da teoria à prática; a articulação foi favorecida por um trabalho conjunto e plural entre todos os atores que fazem o PRP da UFPI e pela receptividade positiva dos que atuam nas escolas-campo.

Africanidade: contemporaneidade, cultura e educação
Antropologia, Comunicação, Filosofia, História, Sociologia, História da Educação, Cidadania e Comportamento e Política Cultural

O presente artigo traz pesquisa bibliográfica sobre o estudo da história e da cultura africana, destacando sua importância para que todo brasileiro tome conhecimento das contribuições que os africanos que aqui chegaram sob a condição de escravos deram para a cultura e para a produção das riquezas deste país. Foram os africanos, com os indígenas, que desbravaram matas, construíram estradas, ergueram cidades e portos e atravessaram rios na marcha para o interior. Apesar de escravos, foram atores culturais importantes e influenciaram profundamente as formas de viver e de sentir das populações com que interagiram no novo mundo.

O professor e a competência informacional: um olhar sobre os alunos do Pibid do Instituto Federal de Educação Tecnológica de Rondônia
Formação de Professores

Esta pesquisa foi realizada com 86 alunos dos cursos de licenciaturas ofertados pelo IFRO. Nosso objetivo é apresentar conceitos de oralidade, letramento, letramento informacional e competência em informação. Discutimos a importância da competência informacional do professor e a sua relação com a construção de saberes dos discentes, no que tange ao uso ético e reflexivo da informação, pois, ambos estão inseridos na sociedade do conhecimento. Constatou-se que os futuros docentes têm como fontes de informação quase exclusivamente o livro didático e a internet.

O ensino religioso nas escolas públicas: debate sobre a inclusão das minorias e a representatividade de suas identidades
Antropologia, Filosofia, História, Psicologia, Sociologia, Teologia, Educação Infantil, Formação de Professores, Vivências de Sala de Aula e Política Educacional

Este estudo pretende abordar a reflexão acerca da disciplina Ensino Religioso nas escolas públicas e sua contribuição para a formação dos alunos, além dos recentes debates acadêmicos que giram em torno da disciplina e suas relações com os diversos campos de conhecimento. É importante analisar a construção e desconstrução da intolerância religiosa no âmbito escolar, incluindo a representatividade das minorias para que elas se identifiquem com a escola; compreendendo a importância dos diálogos interconfessionais.

A velha casa
Antropologia, História, Cidadania e Comportamento, Língua Portuguesa e Literatura e Espaços Urbanos

Imponente, a velha casa se lembra de seus tempos de glória, de festas de agitação, solenidades e grandes encontros. Entretanto, sua condição hoje não é mais essa: tem problemas no telhado e nas paredes... E o jardim, ah, o jardim. Até que um dia de manhã...

A docilização do corpo na Educação Infantil
Educação Infantil

O presente artigo tem como objetivo principal discutir o domínio exercido sobre as crianças na Educação Infantil. Ele é dividido em duas partes: a primeira tem como enfoque demonstrar o que é a docilização do corpo da criança, como ela acontece na Educação Infantil e mostrar como as práticas podem influenciar diretamente no desenvolvimento das crianças. A segunda parte tem como intuito demonstrar um caminho diferente, um currículo e práticas verdadeiramente pensados visando o desenvolvimento das crianças, uma pedagogia libertadora e adequada, se olhada pela perspectiva do Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil.