Biblioteca

Filtrar os artigos

Pesquisar na Biblioteca

Selecione uma ou mais opções

Nível de ensino

Selecione uma ou mais opções

Natureza do trabalho

Selecione apenas uma opção

Categoria de Ensino

Selecione uma ou mais opções

Ciências Ambientais

Ciências da Saúde

Ciências Exatas e da Terra

Ciências Humanas

Educação

Letras, Artes e Cultura

Políticas Públicas


O lúdico como processo inclusivo no ambiente escolar
Educação Especial e Inclusiva e Política Educacional

Este artigo discute questões referentes à importância da ludicidade no processo de inclusão no ambiente escolar. Tem como objetivo mostrar que a inclusão é algo que pode acontecer, basta pensar nas necessidades do portador de deficiência e enxergá-lo como ser humano, como qualquer cidadão, com suas dificuldades, mas também com suas capacidades. A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional garante o direito desses educandos a atendimento preferencialmente na rede regular de ensino, com respeito a suas habilidades e individualidades. Nesse contexto, cabe à escola proporcionar um ambiente favorável ao aluno com necessidades especiais. Os jogos e atividades lúdicas são grandes aliados dos docentes e dos mediadores que atuam com alunos portadores de necessidades especiais para flexibilizar e dar opções para o aprendizado.

A contextualização e a experimentação cromatográfica em papel como auxílio na transmissão dos conceitos de misturas e métodos de separação
Química

Para muitos estudantes os conteúdos de Química são difíceis de serem compreendidos, talvez por não serem abordados da forma que relacione com o seu cotidiano. Com esse pensamento, o objetivo deste artigo foi apresentar uma metodologia contextualizada com utilização do experimento da cromatografia em papel a partir de materiais alternativos como ferramenta para auxiliar no ensino e aprendizagem dos conceitos do conteúdo de misturas e métodos de separação. A pesquisa foi desenvolvida em uma escola estadual em Rorainópolis/RR, em uma turma do 1ª ano do Ensino Médio, com a participação de 32 estudantes. A pesquisa tem abordagem qualitativa. Para coletas de dados foram aplicados questionários, com intuito de analisar as contribuições da metodologia utilizada em sala de aula. De acordo com os resultados obtidos a utilização da aula experimental de forma contextualizada contribuiu na aprendizagem dos conceitos químicos do conteúdo trabalhado em sala de aula.

Análise discursiva do fado “Maria da Cruz” (1945), de Amália Rodrigues: a representação feminina no contexto cultural português do século XX
Antropologia, História, Sociologia, Cidadania e Comportamento, Educação Artística, Língua Portuguesa e Literatura e Música

A análise da letra de Maria da Cruz, fado gravado por Amália Rodrigues, permite identificar o alinhamento da situação da personagem ao modelo autoritário proposto pelo regime salazarista em Portugal para as mulheres; além disso, a canção propaga uma visão religiosa típica daquele período, em que os principais valores eram latifúndio, Estado e igreja.

O uso do jogo do varal dos números racionais como metodologia de ensino de Matemática em sala de aula
Matemática e Vivências de Sala de Aula

Numa experiência realizada em turma do 7º ano do Ensino Fundamental, o ensino de números racionais foi mais atraente para os alunos ao utilizar o jogo do varal. Os gráficos com os resultados da pesquisa com os alunos comprovam que uma atividade lúdica de baixo custo pode trazer maior interesse, atenção e participação dos alunos e torna as aulas mais divertidas e dinâmicas.

Educação, formação de professores e democracia: primeiras aproximações com Anísio Teixeira
Educação Infantil e Formação de Professores

Anísio Teixeira, como educador, considerava alguns temas essenciais: a educação pública, gratuita e de qualidade; outro é a relação entre democracia e educação; e o terceiro é a formação dos professores. Por isso há necessidade de investir em propostas de formação baseadas em padrões de qualidade pensadas com os professores e não apenas para os professores.

Tintas naturais como proposta de atividade de Educação Ambiental, Ciência e Artes
Ecologia e Meio Ambiente, Geografia e Educação Artística

Uma das formas de valorizar o meio ambiente é apresentar usos da natureza, numa prática interdisciplinar. Ao utilizar materiais de diferentes solos para a elaboração de trabalhos artísticos, é possível mostrar a importância dos recursos naturais e motivar os estudantes a mudar seus hábitos, melhorando suas práticas em relação à preservação do meio ambiente.

Dominando a Matemática através do dominó – sólidos geométricos
Matemática

A Matemática pode ser trabalhada de forma lúdica utilizando uma adaptação do dominó, que é um jogo bastante conhecido e praticado. Essa atividade pode contribuir para resolver ou pelo menos atenuar a falta de domínio, por parte dos alunos, de conteúdos estudados em momentos anteriores, e criando uma abordagem mais atrativa para os estudantes.

O período do Quinhentismo no Brasil e na Região da Baía da Ilha Grande e a linguagem do Barroco, o Caminho do Ouro, a arquitetura e a religiosidade paratiense
Ecologia e Meio Ambiente, Física, Geografia, História, Sociologia, Vivências de Sala de Aula, Fotografia, Língua Portuguesa e Literatura e Espaços Urbanos

Seminários apresentados por alunos do CIEP 495 Alberto da Veiga Guignard, de Angra dos Reis/RJ, mostram a influência e as características do Quinhentismo na região da Baía da Ilha Grande, o contexto histórico e literário daquele período. A atividade incentivou a pesquisa e a capacidade de apresentação oral dos estudantes.

História, música e o processo de aprendizagem
História, Formação de Professores, Vivências de Sala de Aula e Música

O uso de atividades com elementos de música é uma ferramenta bastante rica nas aulas de História, pois ajuda o aluno a assimilar com mais facilidade os elementos e contextos de determinado assunto, sempre respeitando o linguajar e o contexto, de modo que sejam inteligíveis pelos alunos.

A formação de professores da Educação de Jovens e Adultos: características, histórico e perspectivas
Antropologia, Filosofia, História, Sociologia, Educação Especial e Inclusiva, Formação de Professores, História da Educação, Vivências de Sala de Aula, Cidadania e Comportamento e Política Educacional

O presente artigo é fruto de pesquisa bibliográfica e de campo realizada em uma escola pública da cidade de Antônio Martins/RN sobre formação de professores da EJA que atuam nas escolas públicas da cidade. Esta é uma modalidade de ensino que tem um público específico e que precisa ser tratado com respeito e dignidade. A preparação docente para essa modalidade deve levar em conta as características do seu público e incluir, além das exigências formativas para todo e qualquer educador, estabelecer o exercício do diálogo como condição principal para uma aprendizagem significativa.