Biblioteca

Filtrar os artigos

Pesquisar na Biblioteca

Selecione uma ou mais opções

Nível de ensino

Selecione uma ou mais opções

Natureza do trabalho

Selecione apenas uma opção

Categoria de Ensino

Selecione uma ou mais opções

Ciências Ambientais

Ciências da Saúde

Ciências Exatas e da Terra

Ciências Humanas

Educação

Letras, Artes e Cultura

Políticas Públicas


Filtros aplicados:

Categoria de Ensino: Antropologia; Arqueologia; Comunicação; Direito; Economia; Filosofia; Geografia; História; Psicologia; Sociologia; Teologia
Limpar filtros
Professor da EJA: o sujeito da práxis pedagógica
Antropologia, Comunicação, Filosofia, Formação de Professores, História da Educação, Vivências de Sala de Aula e Política Educacional

O presente trabalho é fruto de uma pesquisa de campo que aborda a ação dos professores no que se refere à Educação de Jovens e Adultos (EJA) na Escola Estadual Governador Walfredo Gurgel, localizada na cidade de Antônio Martins/RN. As reflexões estão voltadas à práxis dos docentes, bem como do universo do público discente que frequenta as aulas da modalidade. A pesquisa constituiu-se na aplicação de questionários semiestruturados entre professores e alunos, abordando a importância da formação docente para esse público-alvo. O amparo metodológico se deu por leituras pertinentes à temática.

“Numa Escola de Havana”: inferências para as sociologias da educação
Sociologia, Instituição Escola e Vivências de Sala de Aula

Esta resenha realiza uma crítica do filme cubano de 2014 intitulado "Numa escola de Havana" ("Conducta", em espanhol). A obra, como será visto, possui grande relevância para as sociologias da educação porque consegue demonstrar a importância de compreender de onde são oriundos os estudantes e de que maneira isso pode influenciar o seu desempenho escolar, além de debater estratégias educativas, ao apresentar a situação de uma sala de aula do Ensino Básico na capital cubana, destacando um aluno que possui problemas comportamentais em classe.

Reflexões sobre a evolução social da criança
Psicologia

O presente trabalho visa apresentar reflexões sobre a evolução social da criança tomando por base as vertentes tradicionais e interacionistas de análise, destacando a sua importância tanto para a Psicologia como para a Pedagogia. Nossas reflexões se apresentam como tentativa de síntese dos pressupostos teóricos de importantes autores como Piaget, Vygotsky e Wallon para a compreensão da criança como sujeito de sua história, capaz de recriar seu processo de socialização e de interferir na realidade social, na medida em que interage com o meio, modificando-o e modificando-se.

Um círculo restaurativo com(o) educação antirracista
Psicologia, Sociologia, Formação de Professores, Instituição Escola, Vivências de Sala de Aula e Cidadania e Comportamento

Esta crônica traz uma história fictícia, com elementos constituintes de desafios enfrentados pelos profissionais e instituições de Educação na pandemia da covid-19. Elementos que entraram em ebulição com o retorno das atividades educativas presenciais. O texto aborda também medidas para o melhor enfrentamento dessas questões, tais como a política afirmativa de cotas, a promoção dos direitos humanos, a educação antirracista e para a diversidade cultural, a mediação de conflitos e os processos restaurativos, visando à cultura de paz, à melhoria das relações interpessoais e ao pertencimento comunitário no âmbito escolar.

O que é o átomo?
Química, Filosofia e Formação de Professores

Aqui, proponho-me uma crônica sobre o átomo. Sob a prosa poética, posso transitar entre o que é, de fato, e o que da fantasia me dou como resposta à vida. Portanto, pela analogia com a existência humana, escolhi explicar o átomo. Átomos são como pessoas, pois se relacionam e, a partir dessa relação, se constroem. A concha de um molusco, um pedaço de giz, a estrutura dos ossos ou um pedaço de mármore têm, em essência a mesma composição química, mudando apenas a forma como os seus átomos interagem. Átomos, como você e eu, não existem, mas se relacionam e, a partir daí, suas existências ganham sentido!

A intervenção psicopedagógica na superação das dificuldades de aprendizado no ambiente escolar
Psicologia, Avaliação, Instituição Escola e Vivências de Sala de Aula

O presente artigo consiste em uma investigação sobre o papel do psicopedagogo no ambiente escolar e sua forma de intervir e ajudar os alunos a superar as dificuldades de aprendizado. O trabalho faz uma análise baseada em artigos acadêmicos publicados sobre Psicopedagogia, com ênfase no papel do profissional no contexto escolar, a partir da visão de profissionais e intelectuais consagrados na área. O estudo ainda aborda questões que envolvem o aluno como o sujeito da aprendizagem.

Trabalhando o conceito de bairro no Ensino Fundamental em Nova Iguaçu/RJ: análise de mapas mentais
Geografia, Vivências de Sala de Aula e Espaços Urbanos

O presente texto tem por objetivo trabalhar o conceito de bairro por meio da confecção de mapas mentais a partir da percepção dos discentes do Projeto Horário Integral sobre o bairro de Vila Nova, em Nova Iguaçu, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Nessa perspectiva, o artigo busca resgatar a temática dos mapas mentais, que é muito rica para os estudos relacionados à Geografia e ao letramento cartográfico. Os mapas mentais produzidos pelos referidos discentes se mostraram como um grande instrumento para o ensino da Geografia, sendo utilizados para analisar o espaço vivenciado pelos alunos.

A realidade virtual e o ensino de História: um relato de experiência
História e Educação a Distância

Os reflexos da pandemia da covid-19 na educação brasileira fomentam discussões a respeito da modalidade remota de ensino e dos usos das TIC no cotidiano de alunos e professores. Este trabalho objetiva demonstrar as contribuições que a tecnologia dos museus de realidade virtual, quando inserida no ensino da disciplina de História, pode oferecer para o processo de construção de consciência histórica por parte dos estudantes; a reflexão foi guiada por debates das áreas de teoria e ensino em História. Para tal, partimos do relato da experiência realizada por integrantes do programa Residência Pedagógica durante uma aula remota de História.

Inclusão da cultura afro-brasileira na educação
Comunicação, Geografia, História, Sociologia, Formação de Professores, Folclore e Datas Importantes, Política Cultural e Política Educacional

A presente resenha traz a relevância da inclusão da cultura afro-brasileira no contexto educacional brasileiro, a fim de desmistificar os preconceitos e a exclusão que a etnia negra sofre em nosso país, onde a escravização que o povo negro sofreu precisa ser desconstruída no ambiente escolar. É necessário ressaltar o fato de que o Brasil se destaca pela sua singularidade, é percebido mundialmente como uma sociedade plurirracial e, historicamente, como o destino de milhares de indivíduos livres que, trazidos para o país, tornaram-se mão de obra escrava.

A busca pela dinamização do ensino-aprendizagem e a formação continuada em Geografia para além do desenvolvimento individual do docente
Geografia e Formação de Professores

Esta pesquisa parte do pressuposto do quão é importante a atuação do docente em sociedade. Atualmente, o processo de ensino-aprendizagem necessita de uma visão dinamizada, na qual a formação inicial do professor por si só não é suficiente para moldar o quadro de estagnação da educação. Assim, especificamente na área da Geografia, que propõe uma ciência mista, mas pouco aclamada pelos discentes da Educação Básica, se faz relevante uma análise sobre o papel do docente e suas atribuições de conhecimento contínuo para a dinamização do aprender e desenvolvimento crítico.