Biblioteca

Filtrar os artigos

Pesquisar na Biblioteca

Selecione uma ou mais opções

Nível de ensino

Selecione uma ou mais opções

Natureza do trabalho

Selecione apenas uma opção

Categoria de Ensino

Selecione uma ou mais opções

Ciências Ambientais

Ciências da Saúde

Ciências Exatas e da Terra

Ciências Humanas

Educação

Letras, Artes e Cultura

Políticas Públicas


Filtros aplicados:

Categoria de Ensino: Espaços Urbanos; Política Cultural; Política Educacional
Limpar filtros
Escola e afetos: o “esperançar” como ação pedagógica em uma favela do Rio de Janeiro
Formação de Professores, Vivências de Sala de Aula e Política Educacional

Este artigo compartilha uma teia de experiências desenvolvida através do projeto Conhecendo Nossas Raízes e Descobrindo Nossas Identidades, que foi realizado na turma 1203 de uma escola municipal do Rio de Janeiro localizada no bairro Maré. O projeto buscou instigar reflexões que apontam a importância do caminhar como processo de construção, principalmente nos contextos periféricos. Nele foram abordados os contextos históricos, culturais e territoriais nos quais os estudantes da escola estão inseridos; a partir daí foi possível desvendar outras Marés. O projeto ganhou forma e ampliou-se numa construção coletiva.

Projeto Práticas de Leitura e Escrita
Instituição Escola, Vivências de Sala de Aula, Língua Portuguesa e Literatura, Outras Mais Específicas e Política Educacional

O presente projeto trata dos métodos desenvolvidos no segundo semestre do ano de 2021 na Escola São Francisco, na zona rural do município de Cáceres/MT, especialmente com a turma multisseriada de 2º e 3º anos, promovendo o sistema gráfico da escrita, ligados à ênfase entre as práticas sociais de leitura e escrita, que são trabalhadas simultaneamente, com o objetivo de desenvolver atividades diferenciadas, a fim de resgatar o ensino-aprendizagem das crianças que muitas vezes se encontram desmotivadas com a falta do acesso à escola, devido à pandemia.

Reflexões sobre os desafios na Educação do Campo: o caso da Escola Municipal Tancredo Neves, em Confresa/MT
História da Educação e Política Educacional

A luta e resistência da Educação do Campo só será efetiva quando tiver como base uma educação de qualidade, que atenda as especificidades e necessidades dos sujeitos do campo, principalmente para garantir o direito de estudar na localidade onde os estudantes vivem, fortalecendo assim sua permanência no campo. Este estudo teve como objetivo refletir sobre a realidade, desafios e perspectivas da Escola Rural Municipal Tancredo Neves, localizada no Projeto de Assentamento Fartura, município de Confresa/MT.

Os desafios da organização escolar na implementação da Lei nº 10.639/03: o caráter discricionário do agente implementador
Economia, Filosofia, Geografia, História, Psicologia, Sociologia, Formação de Professores, Instituição Escola, Vivências de Sala de Aula e Política Educacional

Este artigo descritivo analisa a inserção da política pública no currículo escolar, verificando como ela é conduzida nas práticas discricionárias (ou não) pelo agente implementador, o professor. Busca-se avançar na problematização, enunciando a implementação da citada lei como um instrumento que conduz a um ensino sem práticas discriminatórias. Para tanto, utiliza-se o estudo de Lotta e Pavez, o Plano Nacional de Implementação das Diretrizes Curriculares Étnico-Raciais e a Lei nº 10.639/03 sob os aportes metodológicos da pesquisa documental, da entrevista e da observação não participante.

O bruxo, a vidente e a cabocla: ecos da clarividência na obra de Machado de Assis
Psicologia, Sociologia, Língua Portuguesa e Literatura e Espaços Urbanos

Segundo os compêndios literários, a obra de Joaquim Maria Machado de Assis pode ser dividida em dois momentos: o primeiro deles está relacionado a uma fase mais romântica do escritor; as obras relativas a esse período são: Ressurreição, Iaiá Garcia, Helena e A mão e a luva. As obras relativas à segunda fase do escritor se relacionam ao chamado realismo literário. Encabeçando essa lista está Memórias Póstumas de Brás Cubas, de 1881, considerado pela própria crítica literária como o romance inaugural do chamado realismo no Brasil.

Direito à Educação e os recursos educacionais abertos (REA) no auxílio às coordenações pedagógicas em época de pandemia
Computação e Tecnologias, Direito, Educação a Distância, Educação Especial e Inclusiva, Educação Infantil, Formação de Professores, Vivências de Sala de Aula e Política Educacional

Este estudo tem como objetivo debater como as novas tecnologias podem auxiliar na função de direcionar o trabalho pedagógico escolar na construção de um processo eficaz de ensino-aprendizagem em busca de uma educação de qualidade especificamente em época de pandemia, como a atual covid-19. A metodologia de pesquisa utilizada foi a bibliográfica documental. Ademais, foram pesquisados recursos educacionais abertos (REA) como possibilidades de desenvolver o ensino-aprendizagem, auxiliando professores e coordenações pedagógicas no direcionamento à aquisição do conhecimento das novas tecnologias como facilitadoras do trabalho cotidiano da comunidade escolar.

O cordel na BNCC e sua ausência nos anos finais do Ensino Fundamental
Língua Portuguesa e Literatura e Política Educacional

O presente artigo consiste em uma análise documental da Base Nacional Comum Curricular no que diz respeito ao gênero literário cordel. Visa problematizar sua ausência no documento, assim como expor as suas potencialidades como enunciado concreto e dialógico. A proposta de análise se embasou nos pressupostos de Bakhtin e do Círculo para que o cordel seja compreendido como enunciado vivo e capaz de propor uma gama de sentidos para os discentes que entram em contato com esse gênero discursivo.

Aspectos psicomotores e desenvolvimento infantil
Saúde, Educação Infantil e Política Educacional

A Psicomotricidade é toda a ação realizada pelo indivíduo que representa as suas necessidades e permite a sua relação com os demais. Na Educação Infantil, a educação psicomotora possui papel relevante na prevenção das dificuldades escolares. Este estudo objetivou pontuar as contribuições dos aspectos psicomotores para o desenvolvimento infantil. Para tanto, contou com a participação de uma menina de cinco anos da cidade de João Pessoa/PB. Utilizou-se uma bateria psicomotora como protocolo de observação; os dados foram analisados de acordo com a frequência de erros e acertos dos itens contidos no protocolo de observação.

O uso das redes sociais para a sensibilização dos alunos sobre as violências sofridas pelos professores
Saúde, Comunicação, Política Cultural e Política Educacional

Atualmente, a violência é um dos principais problemas da sociedade. Ela é encontrada em todas as classes sociais, refletindo ainda na vida escolar, de forma a interferir diretamente na saúde de alunos e professores, que convivem frequentemente com agressões, ameaças e abusos. Consequentemente, impacta no processo de ensino-aprendizagem e no cotidiano da escola. Há vários fatores que contribuem para o crescimento dessa violência, como a falta de estrutura familiar, vulnerabilidade, falta de tolerância com o próximo e a facilidade de acesso as drogas. Todos esses fatores prejudicam o bem-estar, a integridade física, psicológica ou a liberdade e o direito ao desenvolvimento das pessoas.

Ensino de língua materna: uma reflexão metalinguística
Língua Portuguesa e Literatura e Política Educacional

Professores de Língua Portuguesa têm sofrido, desde há muito, com críticas acerca das dificuldades e fracassos escolares no âmbito da leitura e produção de texto. Tais problemas são creditados, quase impiedosamente, na conta dos mestres encarregados pelo ensino de língua. As críticas, na maioria das vezes, são embasadas no fato de os profissionais ensinarem, no decorrer das aulas, as regras da gramática normativa. Por outro lado, os professores se encontram repletos de dúvidas a respeito da correção, ou não, de suas práticas pedagógicas. Sendo assim, este artigo tem o objetivo de discutir a relação entre o ensino de gramática nas aulas de Língua Portuguesa e o fracasso apresentado pelos alunos em relação à leitura e à produção e interpretação de textos.